Blog

Home Blog
1

Com apoio da ANCAT, CENTCOOP dá suporte a 24 cooperativas de reciclagem no Distrito Federal

No Comments

Rede promove consciência ambiental e inclusão social para catadores e catadoras de reciclagem da capital brasileira.

A Central de Cooperativas de Materiais Recicláveis do Distrito Federal e Entorno – CENTCOOP-DF, há 11 anos auxilia e dá suporte a vinte e quatro cooperativas e associações de Coleta Seletiva e Triagem do Distrito Federal e Região. Com sede localizada em Brasília, beneficia atualmente em torno de três mil catadores e catadoras, sendo 60%  mulheres.

Desde a sua fundação, em agosto de 2006, a Rede CENTCOOP já proporcionou inclusão social e oportunidade de superação socioeconômica para aproximadamente 4 mil catadores e catadoras do DF e entorno. A partir de projeto realizado em parceria com o Banco Nacional do Desenvolvimento – BNDES, a CENTCOOP conquistou 160.000m² de terreno para a construção de galpões para as cooperativas da rede.

A Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT, desde 2012 presta assistência técnica às cooperativas e associações da CENTCOOP. Com o projeto Reviravolta, criado pela ANCAT em parceria com a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, nove cooperativas da rede foram beneficiadas com a doação de equipamentos e melhorias da infraestrutura, com planos futuros para beneficiar as demais cooperativas. O objetivo do projeto Reviravolta é apoiar a estruturação das organizações de catadores para fomentar a sua inserção no sistema de logística reversa.

Para o processo de coleta seletiva, logística e processamento, as cooperativas contam com 7 caminhões, carroças, mesas de triagem e esteiras mecânicas. As somas de produção de todas as cooperativas da CENTCOOP resultam em média 100 a 300 toneladas de fardos recicláveis por mês.

Segundo Aline Sousa da Silva, representante da CENTCOOP, um dos maiores desafios que a rede enfrenta atualmente é a Inclusão Sócio Produtiva de todos os catadores do lixão da Estrutural, no qual está sendo planejado pelo Governo do Distrito Federal por meio de um escritório de Projetos do gabinete do governador. “Outro desafio é garantir que o Governo inclua nos programas de garantia de trabalho as cooperativas que ainda sofrem com pouca infraestrutura e investimento”, completa.

WhatsApp Image 2017-07-26 at 16.32.55(1)

Associações de Coleta Seletiva de Vitória se reunirão em Ato contra a Incineração de Resíduos

No Comments

Dentre as reivindicações está a suspensão da licença das empresas para o manejo do resíduo reciclável.

No dia 27 de julho (quinta-feira), acontecerá em Vitória, capital do Espírito Santo, o Ato em Defesa do Meio Ambiente Contra a Incineração, uma iniciativa das Associações de Vitória com o apoio do Comitê Estadual do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR e da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT. A concentração inicial será em frente ao Parque Municipal Gruta da Onça as 10 horas da manhã e a previsão é de aproximadamente 200 participantes. Continue lendo…

6

Projeto Reviravolta inicia obras de reforma na cooperativa do Município de São Leopoldo (RS)

No Comments

A Cooperativa dos Catadores e Recicladores do Município de São Leopoldo (RS) – Uniciclar está entre as beneficiadas pelo projeto Reviravolta – uma iniciativa da Ancat em parceria com a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens.

O projeto, que tem como objetivo beneficiar 40 entidades de catadores e catadoras nos 12 estados do país até o final de 2017, iniciou as obras de reforma e ampliação do galpão de triagem da cooperativa. Segundo o coordenador presidente da Uniciclar, Pedro Cezar Dutra dos Santos, a ação contribuirá para diversos benefícios e a previsão de finalização é de 90 dias. “ Após a reforma, teremos o aumento da capacidade de recebimento dos resíduos da coleta seletiva e dos geradores, visando o incremento de faturamento, renda e a inclusão de catadores avulsos do município como cooperados ou associados ao empreendimento”, destaca.

Além disso, Pedro ressalta sobre a importância da reforma para o dia a dia da cooperativa. “ O volume de material triado será maior, teremos mais espaço para armazenamento de fardos e local adequado para esteira de triagem”, afirma.

A Uniciclar é referência em gestão e cooperativismo solidário em todo o estado do Rio Grande Do Sul e na grande região metropolitana e vale dos sinos, pela sua forma de gestão coletiva, sempre seguindo os princípios da economia solidária.

Na Cooperativa existe uma constante preocupação com as várias questões ecológicas e ambientais que envolvem o descarte correto e triagem do material reciclável. Por isso, estão desenvolvendo, atualmente, ações de sensibilização com esta temática em quarenta e nove escolas municipais de São Leopoldo, onde o presidente da Cooperativa faz uma apresentação sobre consciência ecológica e a separação mais adequada dos resíduos e apresenta o trabalho da Unidade de Triagem.

 

A Uniciclar foi uma das fundadoras do Fórum de Recicladores de São Leopoldo, que tem como objetivo a articulação conjunta para o benefício de todos os grupos de reciclagem de resíduos do município, que separadamente possuem menor visibilidade, mas unidos estão fortalecidos na busca da superação das suas dificuldades econômicas e sociais e pela implantação de políticas públicas para o segmento. Desde a sua criação, o empreendimento já contou com a participação de mais ou menos 200 pessoas em seus processos de triagem, mostrando assim sua perspectiva de inclusão social e oportunidade de superação da vulnerabilidade socioeconômica para a comunidade do entorno.

 

De acordo com o estatuto social, o objetivo da Cooperativa é a defesa sócio-econômica dos seus associados, organizando o trabalho individual e tratando de seus interesses junto a terceiros, sem qualquer objetivo de lucro, buscando o planejamento, pesquisa, tecnologias, gestão, e prestação de serviços, usina de reciclagem, bem como prestação de serviços especializados nos setores de serviços, indústria e comércio ou demais áreas afins ou correlatas, visando o pleno desenvolvimento dos associados da cooperativa, da comunidade, a fim de atingir o exercício da cidadania, da geração de renda, trabalho e qualificação profissional.

Galeria
alinhamento piso

Projeto Reviravolta investe em melhores condições de trabalho à profissionais de reciclagem em Curitiba

2 Comments

Neste mês de julho, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Arexi), localizada em Curitiba, foi beneficiada com uma empilhadeira tracionaria elétrica e com a construção de um piso usinado em sua sede. A doação, realizada pela Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT, faz parte do Projeto Reviravolta, desenvolvido em parceria com a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens. O objetivo do projeto é apoiar a estruturação das organizações de catadores para fomentar a sua inserção no sistema de logística reversa.

O critério do investimento foi definido de acordo com a urgência das necessidades da associação. O trabalho de descolar e carregar o material era executado manualmente pelos trabalhadores, colocando-os em condição de risco e considerado esforço físico. Com a aquisição da empilhadeira, foi agilizado a locomoção dos fardos, o que facilitou o processo e trouxe maior segurança para os colaboradores. Antes do Projeto Reviravolta, o piso da lateral da sede da Arexi era de terra batida, o que dificultava o trabalho dos catadores, principalmente em época de chuva. A construção do piso usinado contribuiu para melhor desenvolvimento da expedição e recebimento de material.

A Arexi reside no bairro do Parolin, um com maiores índices de catadores e trabalhadores de reciclagem da capital paranaense. Atualmente conta com 17 associados e dependem exclusivamente dos materiais da coleta seletiva municipal. As coletas são realizadas apenas em alguns parceiros pontuais, os demais associados trabalham exclusivamente com materiais da coleta seletiva municipal de Curitiba e com recurso pago pela PMC.

Galeria de Imagens

 

Sobre o Reviravolta

O Projeto Reviravolta é desenvolvido por meio de uma parceria realizada entre a ANCAT e a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens e executa uma pequena parte (menos de 10%) dos recursos que estão sendo investidos em organizações de catadores no âmbito da logística reversa. A Coalizão de Empresas, por meio das Associações e Empresas que a compõem, possui diversas parcerias sendo desenvolvidas, de forma independente da ANCAT, diretamente com organizações de catadores e organizações não governamentais, para onde são destinados a maior parte dos recursos (pelo menos 90%) investidos no apoio as organizações de catadores, no âmbito da logística reversa. Em relação a estas outras parcerias desenvolvidas pela Coalizão de Empresas, a ANCAT não possui qualquer participação ou ingerência.

 

 

ancat

Ancat promove treinamento nas cooperativas do Mato Grosso sobre o uso adequado dos EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual

2 Comments

Com o objetivo de promover a conscientização dos trabalhadores quanto ao uso correto dos EPI’s, a Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT ofereceu um treinamento nas seguintes cooperativas do Mato Grosso: ASSCAVAG, no município de Várzea Grande; ACAMARC, no município de Cuiabá e na ASC SORRISO, no município de Sorriso. Continue lendo…

foto 4 (5)

Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Curitiba (PR) recebe doações da Eletrobras – Eletrosul

No Comments

Nesta quinta-feira, a Arexi – Associação De Catadores De Materiais Recicláveis Taxi, localizada em Curitiba (PR) recebeu doação da Eletrobras – Eletrosul. Segundo o técnico da Ancat no Paraná e gestor ambiental, William Brigola, foram doados materiais recicláveis, tais como papelão, papel branco e copos plástico descartável PP. “Um dos nossos objetivos é identificar parceiros e incentivar a destinação correta dos materiais, contribuindo com o meio ambiente, promovendo o crescimento das associações e gerando renda aos catadores e catadoras”, destaca. Continue lendo…

o_1b3pfo8gu7er8vi1vqv1rlt92a

Coalizão Embalagens: O que foi feito e perspectivas para o futuro.

No Comments

Assinado no dia 25 de novembro de 2015, o Acordo Setorial criado pela Coalizão Embalagens é um marco na busca de alternativas para ampliar a reciclagem pós-consumo no país. A Coalizão é formada por 22 entidades do setor – produtores, importadores, usuários e comerciantes, com apoio do Cempre, da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e da Confederação Nacional do Comércio (CNC) – que se responsabilizaram pelos estudos e a formulação da proposta que foi submetida à análise do governo e consulta pública. Na entrevista a seguir, o presidente do Cempre, Victor Bicca, avalia o primeiro ano do Acordo: seus resultados, desafios e oportunidades para expandir as ações da Coalizão. Continue lendo…

carrinho_Parelhas

Prefeitura de Parelhas (RN) firma convênio com a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis – ASCAMARPA

2 Comments

O Prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo, assinou no dia 9 de junho um convênio com a ASCAMARPA – Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Parelhas. O recurso é para promover as condições operacionais e econômicas do empreendimento que realiza a coleta seletiva no município, conforme previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Continue lendo…

  • Page 2 of 3
  • 1
  • 2
  • 3