Blog

Home Blog
abertura 2

Começa hoje em Brasília a 8ª edição da Expocatadores

Comments off

 

Por Fernanda Borba

Catadores e catadoras de todo o Brasil e da América Latina estão participando da Expocatadores 2017. O evento, que já faz parte do calendário anual do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), está ocorrendo em Brasília, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães CCUG, com entrada gratuita. Cerca de  mil catadores acompanharam a abertura do evento que contou com a presença de representantes do Distrito Federal, tais como a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, Câmera Legislativa e Defensoria Pública da União. Também estiveram presentes o presidente do CEMPRE – Compromisso Empresarial para Reciclagem, assessor da Fundação Banco do Brasil, Diretor executivo da Abralatas e representante da Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, e Rede Latino – americana de Catadores.

Segundo Zilda Veloso, representante do Ministério do Meio Ambiente, os municípios ainda têm muita resistência para implementar o trabalho dos catadores. “Este momento da  Expocatadores é importante para pensar no futuro. A sociedade pode não reconhecer, mas sou testemunha e enfatizo o quanto é importante o trabalho de vocês para a Política Nacional de Resíduos Sólidos. “Sonho que no futuro os catadores sejam efetivamente recicladores, transformando os materiais, e que possamos ser efetivamente o país da sustentabilidade a frente disso”, destacou.

Parceira e apoiadora do MNCR desde 2003, a Fundação Banco do Brasil foi representada pelo assessor Luiz Gonzaga, que destacou o programa Cataforte. “ Durante esses 14 anos, a Fundação tem como programa principal a execução do Cataforte, que está em sua terceira edição e apoia 33 redes  para a construção de um plano de negócios sustentáveis”, afirmou ao completar que este é um espaço de cobrança e tem que fazer valer a PNRS.

O fechamento definitivo do aterro controlado do Jóquei — mais conhecido como lixão da Estrutural foi um dos temas destacados na solenidade de abertura da oitava edição da Expocatadores. “A força de vocês é fundamental e tem uma representação importante. Precisamos de uma política de gente cuidando de gente. O fechamento de um lixão não pode ser apenas por causa de um contrato, pois os protagonistas do processo não podem ser prejudicados”, afirmou o representante da Câmara Legislativa, Gutemberg Gomes.

O crescimento da reciclagem no Brasil foi enfatizado pelo presidente do CEMPRE, Victor Bicca.” A coleta que vocês colocam na cadeia produtiva consegue ter um índice de 60% graças ao modelo da inclusão social. Esperamos que em breve possamos apresentar uma nova proposta e seguir um novo caminho”, disse.

“O modelo de política reversa não pode ser alterado por qualquer política governamental”, afirmou Renault Castro, diretor executivo da Abralatas e representante da Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, ao falar sobre a importância da união da categoria.

O representante do MNCR, Ronei Alves da Silva deu as boas- vindas aos participantes, e agradeceu a todos os parceiros que contribuíram para a realização do evento. Os mediadores da mesa foram o presidente da ANCAT – Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis, Roberto Rocha e Claudete da Costa, da Comissão Nacional do MNCR.

(Fotos: Davi Amorim)

 

 

 

DSC_0593-redimensionado

Ancat, Prefeitura de São Paulo e Fundação Banco do Brasil lançam projeto que beneficiará 50 cooperativas na capital paulista

Comments off

Objetivo é apoiar a habilitação jurídica de organizações de catadores na cidade de São Paulo
Aconteceu hoje, na cooperativa COOPAMARE, em Pinheiros, a assinatura do Projeto 16. 721 – Fomento do Desenvolvimento de Cooperativas de Catadores de Materiais recicláveis da Cidade de São Paulo, que prevê a inclusão social e geração de renda para 1.130 catadores de materiais recicláveis, por meio da regularização de 50 cooperativas.
A iniciativa é da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT), com o patrocínio da Fundação Banco do Brasil, apoio da Amburb e Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo.
O evento contou com a presença dos representantes das Cooperativas, do Gerente Geral da Agência do Governo de São Paulo – Banco do Brasil, Ricardo Bacci Acunha, Secretário do Verde e do Meio Ambiente – Prefeitura de São Paulo, Eduardo de Castro, Presidente da ANCAT, Roberto Rocha, Gerente de Planejamento da Amlurb, Jéssica Moreira e do Secretário da Coopamare e Presidente da Rede Cata Sampa, Eduardo Ferreira de Paula.
Segundo Roberto Rocha, da Ancat, o projeto é de suma importância tanto para o cumprimento de metas da Prefeitura de São Paulo, no que diz respeito a coleta seletiva, quanto para as cooperativas. “O projeto contribuirá para o fortalecimento da nossa categoria, gerando renda aos catadores e catadoras de materiais recicláveis, além de ampliar a coleta seletiva da cidade.”
O Banco do Brasil tem um compromisso com o desenvolvimento social alinhado com as políticas públicas. “O apoio da Fundação Banco do Brasil tem como objetivo mobilizar, gerir ações sustentáveis e transformação social. Este projeto visa a regularização dos catadores organizados em cooperativas para melhorar a renda e a destinação dos resíduos sólidos na cidade de São Paulo”, destacou Ricardo Bacci Acunha.
O Secretário do Verde e Meio Ambiente, Eduardo de Castro, se emocionou e contou um pouco sobre a sua trajetória, relembrando momentos da infância marcados pela época em que recolhia materiais recicláveis com a sua família no bairro de Santana. “Este momento me traz algumas lembranças e tem uma grande relevância para a cidade de São Paulo, somos privilegiados por ter profissionais como vocês, catadores e catadoras”, ressaltou.
O presidente da COOPAMARE, Eduardo Ferreira, agradeceu a presença de todos e frisou que este é um novo momento para os cooperados. “Este projeto vai mudar a nossa realidade para que possamos participar de forma organizada da coleta seletiva de São Paulo”, destacou.
Atualmente somente 28 cooperativas atendem as exigências da Amlurb (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana). Com a legalização, a expectativa é aumentar a taxa de reciclagem, hoje em torno de 300 toneladas ao dia.

GALERIA DE IMAGENS

29581695930_fde40dd27c_z

Beleza e Arte que vêm do lixo

Comments off

A exposição fotográfica EU CATADOR – O OLHAR DOS CATADORES SOBRE O COTIDIANO DO TRABALHO – traz imagens tiradas pelos trabalhadores do Aterro Controlado do Jóquei Club, o lixão da Estrutural (DF), a
partir de seus celulares.

A mostra apresenta a realidade e cotidiano dos catadores do maior lixão a céu aberto da América Latina. Um retrato sensível do mundo real de milhares de profissionais que ressignificam a cadeia da reciclagem por meio do trabalho e sobrevivem à margem do sistema com as sobras da modernidade.

Mais de 5 mil pessoas já viram as obras, expostas em locais como: Supremo Tribunal Federal (STF), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Galeria A Casa da Luz Vermelha (Kazuo Okubo), Universidade de Brasília (UnB), além do Encontro Nacional do Cataforte, em São Paulo.

De 11 a 13 de dezembro, a exposição fotográfica estará presente na 8ª edição da Expocatadores 2017 – evento anual que fomenta o debate, a participação, o aprendizado e a troca de experiências sobre resíduos sólidos e educação ambiental no Brasil.

Para Isabela Coelho, idealizadora da mostra fotográfica, este trabalho é o retrato de “milhares de pessoas tidas como invisíveis para a sociedade, que transformam lixo em matéria prima e geram renda a inúmeras famílias no Distrito Federal”.

EVENTO: Exposição Eu Catador – o olhar dos catadores sobre o
cotidiano do trabalho
Expocatadores 2017
DATA: 11, 12 e 13 de dezembro
HORÁRIO: 8h às 19h
LOCAL: Centro de Convenções Ulysses Guimarães/ Eixo Monumental

b60fb837-ed6b-46ed-8912-f506518ebccf

Cooperativa de Guararema é beneficiada com um caminhão para a realização da coleta seletiva eficiente

Comments off

Ação integra uma das principais metas do projeto Reviravolta, que pretende fortalecer as organizações de catadores para que elas participem da implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos

 A cooperativa Guararecicla, localizada na cidade de Guararema, recebeu hoje (30/11) um caminhão do projeto Reviravolta para a realização da coleta seletiva eficiente na cidade. A solenidade de entrega foi realizada na Praça Lydia Custódio Dominguez, Centro, e contou com a presença dos cooperados e representantes da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT, Rede Cata Sampa, Secretarias Do Verde e Meio Ambiente de Guararema e Mogi das Cruzes, e Condemat – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê.

Durante o evento, os integrantes da cooperativa agradeceram pela nova fase proporcionada a eles e a cidade de Guararema. “O veículo era uma grande necessidade para nós, pois fazíamos o trabalho de coleta seletiva com um carro precário e sem documentação, agora teremos condições de ampliar o nosso trabalho e proporcionar um novo momento para a cidade”, destacou o presidente da Guararecicla, Edson Bombacini.

O diretor da Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Guararema, Ricardo Moscatelli, que também representa o Condemat, revelou que esta era uma demanda antiga na cidade. “A população já queria há muito tempo a ampliação da coleta seletiva, é um sonho que está sendo realizado, graças ao projeto Reviravolta e todos os parceiros envolvidos”, disse.

A cidade de Guararema integra o Programa Cidades Sustentáveis, formado por uma rede municipal de cidades comprometidas com o desenvolvimento sustentável e conta com um banco de dados de exemplos de ações bem sucedidas. ”Faço votos que este novo momento contribua para uma cidade ainda mais linda e conservada, avançando na Política Nacional de Resíduos Sólidos, proporcionando dignidade e renda, ou seja, um crescimento amplo”, afirmou o diretor da Secretaria do Verde e Meio ambiente de Mogi das Cruzes, André Miragaia.

Roberto Rocha, presidente da Ancat, frisou sobre a importância de manter a essência da categoria dos catadores. “Este é um momento oportuno de sinergia com o momento simbólico do Natal, que representa união. A ideia é proporcionar um crescimento da cooperativa e dos catadores que não integram a Guararecicla, agregando esses trabalhadores no dia a dia, firmando parcerias com eles para que seja realizado um trabalho conjunto, onde todos possam crescer e ter oportunidades”, afirmou ao destacar que esta nova fase da coleta seletiva na cidade agrega um grande componente para Guararema ser o município verde azul modelo para a cidade de São Paulo”, disse ao completar que os principais objetivos são a preservação ambiental, a conscientização da população e a redução de resíduos sólidos no aterro sanitário.

Além do caminhão, a cooperativa contará com assessorias técnica, jurídica e contábil, oferecidas pela Ancat.

A cidade de Guararema é reconhecida pelos projetos de conscientização, dentre eles o “Guararema Cidade Natal”, onde milhares de garrafas PET decoram e iluminam os pontos turísticos, envolvendo diversos segmentos da comunidade, transformando a decoração num sonho coletivo. “Essa preocupação com o meio ambiente fortalece as ações de educação ambiental e o vínculo da cidade no ponto vista da melhoria da ampliação da coleta seletiva, sendo estes também os objetivos do Condemat, que prevê o desenvolvimento de projetos sustentáveis nas 11 cidades do Alto Tietê”, destacou Roberto.

12313635_919884654713485_1135145579229692605_n

Brasília recebe o principal evento internacional de catadores no mundo

Comments off

Expocatadores 2017 acontecerá  no  Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Nos dias 11, 12 e 13 de dezembro, Brasília receberá a 8ª edição da Expocatadores.  O evento contará com o público de mais de 3 mil catadores e catadoras de materiais recicláveis de 26 estados brasileiros e mais de 14 países da América Latina, Ásia, África e Europa, além de quatro mil visitantes diários. Também estão confirmadas presenças de autoridades e convidados especiais, tais como os representantes do Ministério do Meio Ambiente, Governo do Distrito Federal, Ministério da Justiça, Fundação Banco do Brasil e Itaipu.

A Expocatadores 2017 terá como tema central a “Reciclagem Popular: o papel dos catadores na defesa do Planeta”. Os debates e diálogos serão aglutinados a partir de três eixos: “A Gestão de Resíduos na agenda mundial e o desafio da preservação do Planeta; o papel dos catadores e catadoras na construção do uma agenda de desenvolvimento sustentável para o Planeta; e  a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil e seu Impacto Ambiental.

A Solenidade de abertura, no dia 11, contará com a presença de autoridades e lideranças de movimentos sociais do Brasil e América Latina, cujo tema do primeiro momento será “Fortalecendo as lutas, avançando nas conquistas sociais e direitos a partir dos desafios da sociedade brasileira”. Já o segundo período deste dia abordará os desafios para construção de uma agenda global em favor da preservação do planeta e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), como a ação dos catadores pode contribuir neste pacto global. A programação completa pode ser conferida no site: http://www.expocatadores.com.br/

“O encontro pretende, ainda, reafirmar a importância do catador de resíduos sólidos urbanos como profissional protagonista na cadeia de reciclagem e promover a imagem das organizações de catadores como unidades coletivas de negócios e portadoras de capacidade técnica para atuar nas diferentes etapas do processo da reciclagem”, destaca o representante da Ancat e do Movimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – MNCR, Roberto Rocha.

Sobre a Expocatadores

Em sua oitava edição, a Expocatadores é um dos principais eventos realizados na temática de resíduos sólidos urbanos e educação ambiental do Brasil. Um importante veículo de disseminação de conhecimentos, exposição de projetos sociais, iniciativas empresariais e tecnologias que visam fortalecer a presença qualificada dos catadores de materiais recicláveis na cadeia da reciclagem.

Pela primeira vez o evento acontece em Brasília. Somando-se o público das sete edições já realizadas da Expocatadores, o evento reuniu mais de 30 mil pessoas entre catadores, palestrantes, expositores e visitantes vindos de todo o território brasileiro, das Américas Latina e Central, Ásia e África.

Serviço

O que: Expocatadores 2017

Onde: Centro de Convenções Ulysses Guimarães CCUG

Endereço: St. de Divulgação Cultural 05 Eixo Monumental – Brasília, DF

Quando: 11, 12 e 13 de dezembro

Horário: A partir das 9h, exceto o dia 11

www.expocatadores.com.br

www.mncr.org.br

www.ancat.org.br

coleta seletiva_guararema 1

Cooperativa de Guararema recebe caminhão nesta semana para ampliar a coleta seletiva na cidade

Comments off

 

Nesta quinta-feira (30/11), a Cooperativa Guararecicla, localizada na cidade de Guararema, receberá um caminhão do projeto Reviravolta para a realização da coleta seletiva na cidade. A iniciativa é da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT com o patrocínio da Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, em parceria com a Rede Cata Sampa e o Condemat – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê.

Segundo o representante da Ancat, Roberto Rocha, o objetivo é agregar, fortalecer e oferecer condições dignas de trabalho aos catadores e catadoras de todo o país. “Já estivemos presentes em algumas cidades e agora chegou à vez de Guararema. O caminhão será fundamental no dia a dia do trabalho, para a realização da coleta seletiva mais eficiente”, afirma.

A cidade de Guararema integra o Programa Cidades Sustentáveis, formado por uma rede municipal de cidades comprometidas com o desenvolvimento sustentável e conta com um banco de dados de exemplos de ações bem sucedidas. Além disso, o município é reconhecido pelos projetos de conscientização, dentre eles o “Guararema Cidade Natal”, onde milhares de garrafas PET decoram e iluminam os pontos turísticos, envolvendo diversos segmentos da comunidade, transformando a decoração num sonho coletivo. “Essa preocupação com o meio ambiente fortalece as ações de educação ambiental e o vínculo da cidade no ponto vista da melhoria da ampliação da coleta seletiva, sendo estes também os objetivos do Condemat, que prevê o desenvolvimento de projetos sustentáveis nas 11 cidades do Alto Tietê”, destaca Roberto.

A ação também será marcada pela garantia da continuidade da atuação dos catadores e catadoras na cidade de Guararema. “A ação integra uma das principais metas do projeto Reviravolta, que pretende fortalecer as organizações de catadores para que elas participem da implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos”, completa o representante da Ancat.

Projeto Reviravolta

Iniciativa da Ancat – Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais reciclados em parceria com a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, o projeto que tem como finalidade avançar na construção de estratégias de inserção dos catadores nas oportunidades geradas pela política nacional de resíduos sólidos, seja na sua dimensão relacionada aos serviços públicos de coleta, que dá preferência as organizações dos catadores para realização da coleta seletiva, seja naquilo que estabelece enquanto obrigação do setor privado, mais especificamente nas possibilidades abertas pela logística reversa.

Serviço:

Solenidade de Entrega – Guararema (SP)

Data: 30/11/2017

Horário: 10h

Endereço: Praça Lydia Custódio Dominguez, Centro

 

foto 3

Catadores paraibanos vão à frente com moda sustentável na Expo Catadores

Comments off

Fortalecimento da reciclagem popular e da não incineração dos resíduos sólidos. Muitos não sabem, mas os catadores de materiais recicláveis, profissão já reconhecida pela Confederação Brasileira de Ocupações – CBO, desempenham um forte papel social, econômico e ambiental para a nação. E, com a ajuda do curso de Design de Moda do Unipê, as catadoras da Paraíba vão mostrar que o que é considerado lixo pode se tornar luxo, criando um vestido à base de pet, clipes de latinha e câmara de pneu coletados pelos próprios catadores para expor sustentabilidade num desfile da Expo Catadores 2017, que vai acontecer em Brasília, de 11 a 13 de dezembro.

Egrinalda e Patrícia.

A catadora de materiais recicláveis Egrinalda dos Santos Silva, de 44 anos, é uma das paraibanas que vão ao evento nacional que se propõe a discutir e trocar conhecimentos e experiências sobre os resíduos sólidos e a educação ambiental no Brasil. Egrinalda procurou o curso de Design de Moda para auxiliar na elaboração do vestido.

“A ideia surgiu em um encontro de catadoras que compõe a comissão de mulheres do Movimento Nacional dos Catadores, onde foi identificada a necessidade de criar um desfile de moda com roupas confeccionadas com materiais recicláveis, para dar uma melhor visibilidade aos estados representados, também com suas bandeiras”, contou Egrinalda.

Da esquerda para a direita, Monique Dantas, Camila Demori, Egrinalda dos Santos Silva e Patrícia Helena.

O suporte dado às catadoras vem das professoras Camila Demori e Monique Dantas. Camila foi convidada pela coordenadora do curso, profa. Victoria Fernandez, para desenvolver a proposta dos catadores. “Eu disse ‘por que não usar a minha técnica?’. Eu idealizei uma lantejoula feita de garrafa pet, Monique fez o croqui, o desenho, e foi aprovado pelas meninas”, expôs Camila.

Croqui feito pela professora Monique e lantejoulas pela professora Camila.

produção já está em andamento nos laboratórios do curso do Unipê e a professora Monique garantirá toda a execução da parte de moulage e de costura. “Vamos fazer algo que fique estruturado e que mostre que o lixo pode ser o luxo. A ideia foi exatamente essa, transformar completamente, ressignificar o luxo”, pensou. “A ideia é usar um tecido menos nobre, que vai ser o algodão cru, e a gente vai fazer um tingimento nele. Então a peça vai ficar bem estruturada e vai dar cor ao vestido”, disse.

Sobre o evento

Para Egrinalda, que é representante na Paraíba do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR, o evento é importante para a categoria, tanto pela visibilidade diante da população quanto pelo compartilhamento de experiências e conhecimento, além das discussões sobre as formas de agir em cada estado. “Dá a visibilidade a todo bem que a categoria vem fazendo ao tirar o material do meio ambiente”, disse Agrinalda, que já atua há mais de 20 anos como catadora.

“Eu acho que eu já nasci catadora, porque na minha infância a gente sempre foi umas pessoas muito carentes em situação financeira e a gente já fazia recolhimento, que na época eram ossos, ferro, vidro, a mamona, que era usada para fazer óleo, e também a madeira, que criava carvão”, enumerou Egrinalda.

De acordo com a assessora técnica da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – Ancat, Patrícia Helena, esses profissionais têm grande importância social, ambiental e econômica. Ela afirma que os catadores precisam ser valorizados e ter seus direitos reconhecidos, como está assegurado na Política Nacional dos Resíduos Sólidos. Patrícia ainda reforça que os catadores, enquanto profissionais, devem e possuem capacidade de ter seus empreendimentos administrados por meio da autogestão.

O evento é nacional e de âmbito latino-americano, mas de importância internacional, pois a atuação do catador se dá tanto no Brasil, como também no mundo inteiro. Os catadores no Brasil estão cada vez mais solidificados em uma luta organizada para garantir seus direitos na cadeia produtiva da reciclagem e na sociedade. Este evento é um momento de troca de experiências, articulações e discussões sobre o atual cenário do catador no país, entre outros debates”, apresentou.

Em sua oitava edição, a Expo Catadores 2017 é um dos principais eventos realizados na temática de resíduos sólidos urbanos e educação ambiental do Brasil. Um importante veículo de disseminação de conhecimentos, exposição de projetos sociais, iniciativas empresariais e tecnologias que visam fortalecer a presença qualificada dos catadores de materiais recicláveis na cadeia da reciclagem.

Voltada para todos os profissionais e interessados pela reciclagem, a Expo Catadores tem como público principal as cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis, com vários objetivos, entre eles a promoção da mobilização, articulação e integração dos catadores de materiais recicláveis, com vistas ao seu fortalecimento produtivo, econômico e social.

Serviço

Expo Catadores 2017

Data: de 11 a 13 de dezembro

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, no Distrito Federal (DF).

Fonte: Assessoria de Comunicação – ASCOM

 

(Texto: http://Unipê – Centro Unoversitário de João Pessoa)

 

 

 

 

 

palestra novembro azul 1

Saúde do homem é tema de palestra na Cooperativa de Trabalho União de Catadores de Material Reciclável de Cuiabá

Comments off

O mês de novembro é marcado pela campanha Novembro Azul, onde o Brasil todo faz diversas ações voltadas para a saúde do homem e orientações para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata, este, um dos principais causadores de mortes dos homens brasileiros. Com o objetivo de reforçar essa importância, a ANCAT promoveu, na semana passada, uma palestra aos integrantes da Cooperativa de  Trabalho União de Catadores de Material Reciclável de  Cuiabá- MT.

A saúde na infância foi um dos temas abordados pela palestrante Elaine Alves Passos, Agente de Defesa Ambiental da ANCAT. “Os cuidados com a saúde devem começar na infância para ser internalizado na mente do homem. É de responsabilidade de todos ensinarem aos seus filhos que homem também pode ficar doente e precisa de prevenção”, destacou Elaine.

A agente da ANCAT também ressaltou alguns cuidados fundamentais no período da adolescência e vida adulta. “O adolescente deve manter o foco na saúde tendo a consciência que é de sua responsabilidade manter o cartão de vacina em dia, fazer o checape anual e se prevenir contras as DSTS, e os pais devem ensinar os filhos, mantendo um diálogo aberto e saudável. Já na vida adulta, o homem deve ter a consciência de que sua saúde vem em primeiro lugar, mantendo uma alimentação saudável, a prática de exercícios físicos, e priorizar o checape anual, assim ele poderá manter seus objetivos de vida, alcançar suas metas e realizar sonhos, além de servir como exemplo para os seus filhos”, completa.

A palestra teve um papel fundamental aos catadores participantes. “O maior retorno foi um catador de 65 anos falar com orgulho que quebrou o preconceito e marcou uma consulta com um urologista pela primeira vez em sua vida”, finaliza Elaine.

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais incidente em homens. No mundo, este é o sexto tipo de câncer mais frequente, e o segundo mais mortal entre os homens. Estima-se que um a cada seis homens irão sofrer com o problema. A cada 7,6 minutos, um caso é diagnosticado e, a cada 40 minutos, há um óbito por câncer de próstata.

 

 

 

CONTRATO VOLTA REDONDA

Prefeitura de Volta Redonda assina contrato com as cooperativas Folha Verde e Cidade do Aço

Comments off

Na última semana do mês de setembro, a Prefeitura de Volta Redonda (RJ) contratou as cooperativas Folha Verde e Cidade do Aço para fazerem a coleta seletiva na cidade, garantindo um atendimento personalizado para a população.  O objetivo é destinar 300 toneladas de materiais para a reciclagem, segundo a técnica da Ancat, Priscilla de Souza. “ A coleta seletiva será feita de forma organizada.  Estão sendo contratados motoristas, caminhões e coordenador. Para cada tonelada, a Prefeitura pagará R$ 625,00”, destaca ao completar que o contrato tem duração de 12 meses,  existindo a possibilidade de renovação por mais 25 anos.

ascarman

Associação ASCARMAN vive uma nova realidade que beneficiará os catadores de materiais recicláveis e a população de Manaus

Comments off

A luta dos catadores e catadoras de materiais recicláveis pelo reconhecimento da categoria é constante em todo o país, e dentre as Associações e Cooperativas que avançam a cada dia está a Associação de Catadores de Recicláveis do Amazonas (ASCARMAN), com o apoio da ANCAT e a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagem por meio do projeto Reviravolta.

Após 12 anos de atuação, a associação passa a integrar o cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que garantirá muitas oportunidades de reafirmar a importância do trabalho do catador para a coleta seletiva solidária.

“A associação sempre lutou para ter o reconhecimento dos catadores, eles têm passado por todo um processo de empoderamento e também têm ganhado um campo muito notório por causa das questões ambientais”, afirma a técnica da ANCAT, Kelly Souza.

Segundo Kelly, durante muitos anos, a presidente da associação tem atuado na luta para a contratação dos catadores pela Prefeitura Municipal de Manaus, e agora eles terão muitas oportunidades por meio desta formalização. “Esse processo foi demorado por conta da dificuldade dos próprios catadores em relação ao entendimento quanto aos benefícios para o grupo, atualmente eles entendem que é um momento de reconhecimento”, finaliza ao ressaltar que este é apenas o início de muitos outros processos que beneficiarão a categoria no município de Manaus.