Category Archives: Notícias

Home Posts Categorized as “Notícias” (Page 5)
WhatsApp Image 2017-10-10 at 4.12.26 PM

Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas lança Plano Estadual de Resíduos Sólidos e 13 Programas de Coleta de Seletiva, em parceria com o MNCR

Comments off

No mês de setembro, foi lançado em Manaus (AM), o plano Estadual de Resíduos Sólidos e 13 programas de coleta seletiva. O evento contou com a presença de autoridades, dentre elas o Procurador do Ministério Público de Contas, Dr. Ruy Marcelo Alencar e Antônio Ademir Stroski, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).  Na composição da mesa de abertura, esteve uma das representantes do MNCR – Movimento nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, Suelen Cardoso, além dos secretários de meio ambiente da região metropolitana.

 

Segundo a técnica da ANCAT – Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis, Marcela Vieira, os planos foram construídos com a participação dos grupos de catadores de Manaus e serão o marco para a implantação da coleta seletiva com remuneração, pois isso foi incluído pelo MNCR na fase de elaboração. “Fizemos a condução do debate para que fosse garantida a participação dos catadores em todas as oficinas participativas que pautaram a elaboração destes planos. Se não tivesse ocorrido isso, os catadores seriam excluídos”, ressalta.

 

O próximo desafio é conseguir uma boa articulação para que estes planos saiam do papel. “O esforço do MNCR em assumir esse desafio é um marco na pauta de resíduos no Amazonas, onde operam 60 lixões e, na sua maioria, com catadores trabalhando neles”, completa Marcela.

 

O evento de lançamento foi organizado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente – SEMMA e contou com a presença de lideranças dos grupos de catadores de Manaus, entre eles os atendidos pela ANCAT.

ancat-coca

Programa Reciclar Pelo Brasil é lançado em São Paulo pela Coca-Cola e AMBEV, em parceria com a ANCAT

Comments off

Aconteceu na manhã de ontem, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, o lançamento do “Reciclar pelo Brasil”. O programa é resultado de um ano de trabalho conjunto da Coca-Cola e AMBEV, com a participação da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT. A iniciativa beneficiará 110 associações de catadores que receberão 25% a mais de investimentos, promovendo profissionalização e regularização do trabalho das organizações; aumento do volume dos resíduos recolhidos; elevação da receita das cooperativas e aumento das rendas dos catadores.

Segundo o presidente da ANCAT, Roberto Rocha, esta parceria vai além das ações de investimentos nas cooperativas. ”É importante nesse momento a aquisição de equipamentos e assistência técnica, pois estamos nos preparando para sermos prestadores de serviços dentro da cadeia de reciclagem. Porém este é um momento de fortalecimento e reconhecimento da nossa prestação de serviços, pois valoriza a importância da profissionalização dos catadores, garantindo uma nova realidade”, destaca ao completar que o projeto prevê a participação de outras empresas a fim de ampliar o número de cooperativas beneficiadas e contribuir para um novo cenário desse mercado no país”, ressalta.

O Reciclar Pelo Brasil visa também colaborar com a meta do Acordo Setorial de Embalagens, que é a de reduzir, no mínimo, 22% das embalagens dispostas em aterros sanitários até 2018. A união, também reforça o compromisso ambiental das duas empresas, que investem em programas de reciclagem e de apoio a cooperativas há mais de 10 anos.

“Com o programa, estamos unindo esforços não só para reduzir o impacto ambiental das nossas embalagens, mas para desenvolver, capacitar e profissionalizar cada vez mais as cooperativas de catadores. Esse é o nosso sonho, unir pessoas por um mundo melhor”, afirma Pedro Mariani, vice-presidente de Relações Corporativas e Jurídico da Ambev.

“Idealmente, nenhum componente de um produto deveria ser encarado como resíduo. As embalagens são 100% reaproveitáveis e têm valor de mercado, ou seja, podem e devem voltar ao ciclo industrial. Trata-se de uma agenda prioritária, acima de qualquer lógica concorrencial”, completa Pedro Rios, vice-presidente de Relações Corporativas da Coca-Cola Brasil.

As empresas passam a buscar a partir de agora a adesão de outras indústrias para aumentar, exponencialmente, o impacto do projeto.

 

 

ancat-20170817_145810

“Catadoras e catadores participam do “II Encontro da Rede CATAUNIDOS, Núcleo Estrada Real” no galpão da ASCITO, em Itabirito”

Comments off

Por Maria das Graças de Melo Ferreira (ANCAT – Ouro Preto)

 

No dia 17 de agosto, aconteceu no Galpão da ASCITO (Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Itabirito), Rua Belo Horizonte, Bairro José Augusto, o II Encontro da Rede CATAUNIDOS, Núcleo Estrada Real com os temas “gestão Interna, relações de trabalho, relações externas e relações com a rede.” A iniciativa é uma ação do Programa Novo Ciclo em parceria com o Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (INSEA), do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de materiais Recicláveis (ANCAT).

Participaram do evento, a Rede CATAUNIDOS, Núcleo Estrada Real, as associações de catadores: ASCITO, ACMAR, CAMAR ASCOB, ASMARE e ASMAC. Durante o encontro foram expostos os resultados de diagnóstico realizado junto aos empreendimentos que compõe a Rede, assim como o impacto do trabalho realizado pelos catadores através da análise dos dados de produção dos empreendimentos. Só nos empreendimentos que formam o núcleo o trabalho dos catadores gera uma economia de R$ 3.492.955.171,82 em recursos naturais e econômicos. Os cálculos são realizados através da ferramenta desenvolvida pelo INSEA “calculadora ecológica”.  Os números confirmam a importância e eficiência do trabalho realizado pelos catadores, assim como, sinalizam a necessidade de investimento e garantia de condições de trabalho para ampliar o impacto da ação. Buscando avançar na organização e no reconhecimento dos serviços ambientais prestados pelas associações o grupo encerrou o encontro planejando a realização de um Fórum Regional a ser realizado em outubro deste ano mobilizando os gestores locais e a sociedade civil em prol da Reciclagem Popular

21730997_326134577849251_7883253241703044799_n

Saúde da mulher é tema de palestra realizada em Associação de Catadores no município de Itabirito, em Minas Gerais

Comments off

 

Na semana passada, as integrantes da ASCITO – Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Itabirito participaram de uma palestra sobre a saúde da mulher e da oficina de sais de ervas, promovidas pelas representantes da UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto, em parceria com a ANCAT – Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis. O objetivo foi alertar sobre a importância da prevenção de doenças.

Durante a oficina de sais de ervas, ministrada pela aluna do curso de Nutrição da UFOP, Nayara Resende, as associadas aprenderam a fazer os sais, conheceram os seus diferentes tipos e composição, tiraram as dúvidas quanto ao uso e benefícios, e receberam uma amostra para experimentar. Em seguida foi realizada uma palestra pela professora Claudia Martins Carneiro, do Curso de Farmácia da UFOP, para tratar sobre os temas: a saúde da mulher e a prevenção do colo do útero.  “A professora apresentou os desafios para a erradicação da doença, a importância da prevenção e deu várias dicas de como se manter saudável. Ao final, incentivou a prática de atividade física, alertou sobre a importância de ir periodicamente ao médico e fazer autoexame”, destaca a técnica da Ancat, Maria das Graças de Melo Ferreira.

A ação foi de suma relevância para as associadas. “Tivemos uma tarde fitness, vimos como o sal em excesso faz muito mal, aprendemos a fazer sal de ervas. E o assunto que mais nos levou a pensar foi à importância de nós, mulheres, irmos ao médico para nos cuidar, falamos muito sobre a saúde da mulher! Obrigada, UF OP, ANCAT!”, destaca Jennifer, integrante da ASCITO.

A necessidade de realizar uma palestra sobre saúde da mulher na ASCITO foi identificada durante o diagnóstico participativo, desenvolvido pela técnica da Ancat nos empreendimentos. “Na ASCITO  foi observada a necessidade de se fazer um trabalho voltado para a saúde dos associados, através dos depoimentos e da observação diária. A maioria dos associados são mulheres e havia muitas queixas sobre a saúde e a falta de orientação médica”, destaca Maria.

Ficou acordado que os associados procurarão o posto de saúde para fazer os exames necessários e que a professora da UFOP acompanhará os resultados. No início do mês de outubro, será realizada uma oficina de horta suspensa, onde os associados aprenderão a cultivar a ervas e verduras.

5

Cooperativa Pró-Recife inaugura biblioteca para catadores e comunidade

Comments off

Iniciativa visa proporcionar o contato com a literatura

Desde a última sexta-feira, 1º de setembro, os catadores e catadoras da cooperativa Pró-Recife, e comunidade, contam com uma biblioteca voltada para as crianças, trata-se do projeto “Cantos de Leitura”. A ação é patrocinada pela Ball Embalagens para Bebidas América do Sul, líder global na fabricação de embalagens de alumínio para bebidas, e realizada pela Rede Educare, que atua na criação e captação de recursos para projetos sociais e culturais, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura.

Segundo a representante da Ancat – Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis, Priscila Swany, o objetivo é incentivar o contato com a literatura. “O espaço de aprendizado é uma biblioteca pública e incentivará os filhos dos catadores e as crianças da comunidade a terem contato com um espaço divertido, completo de aprendizado”, destaca.

 

Além de ganhar uma biblioteca, o local passou por pequenas reformas, como nivelamento de piso, construção de parede e pintura do espaço.

A inauguração foi marcada com apresentação, para toda a comunidade, de músicas populares e eruditas de um quinteto instrumental.

A biblioteca está localizada na Cooperativa Pró-Recife, na Rua Antônio Cardoso da Fonte, 483 – Imbiribeira, Recife – (PE).

 

ancat

ANCAT e MNCR apresentam Projeto Reviravolta no Fórum Lixo e Cidadania em Maringá, no Paraná

Comments off

Na terça-feira, 22 de agosto, foi realizada a reunião do Fórum Lixo e Cidadania em Maringá, cidade do noroeste do Paraná, concedida no colégio Marista, instituição de ensino privada do Município. Coordenado pelo Ministério Público do Trabalho, Incubadora Social Unitrabalho –  UEM  e a Rede Coopercentral,  o evento contou com a participação ativa de representantes da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT e do Movimento Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – MNCR.

O Fórum teve como objetivo promover o debate, através da Sociedade Civil Organizada, sobre assuntos da gestão de resíduos sólidos, com a inclusão dos catadores na cidade de Maringá e nos municípios vizinhos, sempre pautado na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Um dos pontos discutidos foi à falta de materiais recicláveis nos empreendimentos de economia solidária de catadores.

O andamento do Projeto Reviravolta, desenvolvido pela  ANCAT em parceria com a Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens, também foi um dos temas em destaque. O projeto beneficia atualmente nove cooperativas de reciclagem do Município de Maringá e região.  Ele consiste em investir em infraestrutura e equipamentos para a Coleta Seletiva e Triagem das cooperativas e associações de catadores, visando aprimoramento, melhores condições de trabalho e consequentemente maior produção. Como contrapartida, as cooperativas devem cumprir as metas de logística reversa, previstas na PNRS.

O Projeto Reviravolta foi apresentado desde as questões do acordo setorial até a metodologia utilizada para a realização da logística reversa. Segundo Thiago Cruz, técnico da ANCAT em Maringá, o método do projeto consiste a partir do diagnóstico e plano de ações participativas. O primeiro passo é identificar as pendências dos empreendimentos e, a partir dos dados levantados em relação as necessidades emergenciais da cooperativa, são elaborados planos de ações. “Esses planos englobam diversos eixos da economia solidária, como regularização no ponto de vista administrativo, jurídico, contável, gestão participativa, autogestão, comunicação, dentre outros”, afirma Thiago. Também foi discutido sobre como as cooperativas se beneficiam através da assessoria técnica concebida pela ANCAT e do cumprimento das metas do plano de ações, com o trabalho de formação e articulação social junto ao Movimento Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – MNCR.

Atualmente o Fórum Lixo e Cidadania acontece toda segunda-feira, sempre na segunda semana do mês. Em seu princípio, era realizado na câmera dos vereadores de Maringá, porém, a partir de 2017 foi decidido fazer as reuniões de forma itinerante com as instituições de ensino da região para possibilitar a máxima participação de alunos no debate. “A realização do Fórum nas instituições de ensino proporciona aos estudantes um debate sobre um assunto que é algo prático e dentro de todas as realidades, isso faz com que eles não fiquem apenas nos meios teóricos e acadêmicos, mas discutem sobre um assunto que faz parte da rotina e da vida do município e região”, ressalta Thiago.

sawpa-dsc_0348

ANCAT e MNCR marcarão presença no Encontro Bienal de SAWPA na África do Sul

Comments off

Entre os dias 22 e 23 de agosto acontecerá o Encontro Bienal de SAWPA, na cidade de Mindrad, África do Sul. O objetivo é discutir pautas e soluções sobre novas lideranças, políticas e práticas em relação à Coleta Seletiva e os demais processos da reciclagem de resíduos sólidos.

O representante da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT e do Movimento Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – MNCR, em Natal (RN), Severino Lima, está entre os palestrantes e falará  a respeito das experiências, aprendizados e avanços na organização dos catadores no Brasil.

Os avanços da política nacional brasileira de resíduos sólidos e os mecanismos de inserção dos empreendimentos dos catadores serão alguns dos assuntos abordados pelo representante da ANCAT e MNCR, que também fará uma visita ao lixão de Joanesburgo, maior cidade da África do Sul. “O objetivo central dessa participação é evidenciar o programa de Coleta Seletiva do país a nível internacional como referência de organização e empoderamento, além de buscar apoios para fortalecer a categoria de catadores e catadoras em vários continentes”, destaca Severino.

A ANCAT e o MNCR também irão dispor de todas as ferramentas para o fortalecimento do trabalho dos catadores da África do Sul, além de oferecer a possibilidade de assinatura de termo de cooperação técnica para implementar tecnologias e acompanhar o desenvolvimento dos catadores.

Mais de 150 lideranças de catadores e catadoras, provenientes de lixão e das ruas de mais de dez províncias do país, participarão do evento. Também estarão presentes catadores de outros países, com maior destaque para os da América Latina e Índia.

A SAWPA é uma associação de catadoras da África do Sul que desde 2007 auxilia e apoia os profissionais de reciclagem do país. Foi criada como resposta à crise de resíduos sólidos na África do sul, através do apoio da Organização de Justiça Ambiental GroudWork, que trabalha com comunidades na África do Sul para apoiar os trabalhos relacionados à justiça ambiental e assegurar a sobrevivência dos trabalhadores.

WhatsApp Image 2017-08-15 at 11.58.39(1)

ANCAT projeta novas oportunidades e qualificação aos catadores de materiais recicláveis de Iranduba, no Amazonas

Comments off

Foi realizado no dia 8 de agosto uma reunião no Tribunal de Contas de Iranduba, região metropolitana de Manaus, a respeito da Coleta Seletiva e Inclusão dos Catadores do município. Participaram da audiência o Secretário do Meio Ambiente, Secretário de Terras, Secretário de Obras, técnicos e assistentes da Associação Nacional de Catadores e Catadores de Material Reciclável – ANCAT, o procurador do Ministério de Contas, catadores e convidados. Foi discutido a formalização da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Nova Esperança de Iranduba. Continue lendo…

UNICICLAR RS

Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis apresenta novo projeto de apoio às cooperativas e associações de todo o país

Comments off

Serão beneficiadas 259 cooperativas do Brasil, sendo 50 da capital de São Paulo e Interior

No final do mês de julho, representantes da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT se reuniram na sede do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR, em São Paulo, com o objetivo de definir o planejamento estratégico dos Técnicos e Mobilizadores que atuarão em 50 cooperativas e associações de reciclagem da capital e do interior.

Segundo Viviane Pisano, coordenadora do projeto em São Paulo, o primeiro passo será a realização de um diagnóstico a partir das necessidades emergenciais de cada cooperativa e associação. “Dentre as ações previstas estão à regularização jurídica e contábil,  gestão administrativa e financeira, gestão operacional, vitalidade associativa, gestão de pessoas, relacionamento externo e parcerias”, destaca.

Assim como os catadores de materiais recicláveis, o projeto beneficiará os municípios e o meio ambiente, pois uma vez que as cooperativas aumentam suas condições de produtividade, uma maior parcela da população é atendida, com isso é possível destinar os materiais recicláveis para o local adequado, contribuindo para o aumento de vida útil dos aterros sanitários, diminuição da poluição, economia de energia e economia de água.

Após a estruturação das cooperativas e associações, os técnicos da ANCAT acompanharão o dia a dia e darão o suporte necessário a cada uma delas. A iniciativa conta com a parceria da Coalizão de Empresas do Setor de Embalagens.

A ANCAT atua há 17 anos, identificando oportunidades de mercado que permitam os catadores de materiais recicláveis avançarem na cadeia produtiva da qual fazem parte, aproveitando-se para isso da ampla base de cooperativas que compõem o MNCR – Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis e construindo arranjos de negócios, além de promover a articulação social que tem sido o motor principal dos avanços dos catadores de materiais recicláveis do Brasil.